Querida Emma 


Série de cartas geradas a partir de sugestões de predição de texto de diferentes sistemas de telefonia. Os textos se formam escolhendo uma das três palavras que o sistema sugere como as mais próximas à anterior, segundo sua base de dados.

A obra se realiza para uma curadoria de Marta Ramos-Yzquierdo sobre a figura do galerista e as estruturas de poder no sistema da arte. As cartas, por sua vez, explicitam uma série de estereótipos lingüísticos, bem como a modulação de identidade a partir das atuais tecnologias de escrita.